Editado em 14/03/2016: a ATMEL (fabricante do ATMEGA328, chip que estou utilizando neste projeto) publicou minha ideia no blog institucional deles! Você pode acessar o artigo aqui.

   Um tempo atrás durante uma das minhas “thikering afternoon” (literalmente “tardes de pensamento”) eu bolei um “novo conceito” de conexão de Arduino: fazer uma placa em que o Arduino fosse conectado verticalmente (de pé) á protoboard ao invés de horizontalmente (deitado) como o Arduino Nano ou o Teensy LC. 

   O conceito é o mesmo da maioria dos CLP’s industriais e das placas de memória e expansão dos nosso computadores: os “pentes” de memória, placa de  som, placa de vídeo vão conectados de pé á placa principal. Isso ajuda á economizar espaço na placa principal e dá mais flexibilidade na criação de shields (expansões), entre outros. Abaixo algumas imagens para demonstrar meu conceito:
1- Meu conceito (protótipo):
2- Cluster de Raspberry Pi’s, que ficam em  pé:
3- Pente de memória conectado á placa mãe: 
   Alguns dias depois de pensar no conceito eu fiz uma placa de circuito impresso para ele (que é basicamente o circuito de  um Arduino Nano), toda com componentes passantes (Through-hole) para que fosse fácil qualquer pessoa soldar seu próprio kit; uma imagem da placa (em  3D) está disponível abaixo. Eu então detalhei minha ideia no site Hackaday.io, para chamar atenção de  makers do mundo  todo sobre minha ideia.
   Após inscrever minha ideia no hackaday.io eu submeti a mesma para o tip-line, um sistema onde você “sugere” projetos que mereçam atenção e que poderiam ser publicados na página principal do blog Hackaday.com. Para minha surpresa dois dias depois o meu projeto havia sido publicado na página principal do blog!.
   Aqui está o link para meu projeto citado no Hackaday, que o editor chamou de “SIL-duino”: uma referência ao encapsulamento SIL (single in-line, em referência á alguns circuito integrados parecidos com a imagem abaixo).
    Todos os arquivos para execução deste projeto (esquemático e PCB em Eagle, imagens) pode ser encontrado no meu GitHub aqui, para que você também possa fabricar seu próprio Arduino Vertical para montagem em protoboard.
   Este artigo tem o objetivo de mostar que o maker (fazedor) Brasileiro ou de qualquer lugar do mundo pode fazer sucesso e ser visto fora do país, bastando saber se expressar em Inglês e botar a mão na massa. Por isso eu convido você leitor que tenha um projeto legal á inscreve-lo no site hackaday.io e espalhar seu projeto pelo mundo!.
Arduino para Protoboard – meu projeto no Hackaday.io!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
3 + 27 =