A postagem de hoje será dedicada á conhecer, compreender e estudar um PowerBank. Inicialmente devemos entender o que é o PowerBank: essencialmente uma bateria “de reserva” para carregar dispositivos elétricos ou eletrônicos (geralmente USB) na falta de uma fonte primária de alimentação (por exemplo, a tomada elétrica onde conectamos nossos celulares e tablets). O PowerBank então fornece uma energia “extra” para uma pequena carga nos dispositivos.
   Para a postagem de hoje eu vou utilizar um PowerBank que ganhei na minha visita á sede da Microsoft, em Redmond (Washington, EUA). Segundo sua etiqueta (vista abaixo) a saída do PowerBank é em 5V e 1A (ampere), com capacidade de 2,2Ah (amperes-hora). Isto significa que este banco de baterias pode fornecer 1A continuamente por 2,2 horas, em 5V.
   Uma rápida pesquisa no Google me ajudou á conhecer o modelo deste carregador, bem como o tipo e capacidade da bateria interna: segundo o site All-battery.com a bateria deste PowerBank é de Li-ion (íons de lítio), modelo 18650 com capacidade de 2,2Ah e mais de 500 ciclos de carga e descarga.

   Aquela placa de circuito impresso na cor verde (na foto acima) é quem faz toda a “lógica” de carga e descarga da bateria. São necessários dois (2) conectores USB para este PowerBank funcionar: um micro-USB para carregar o banco e outro full-USB para “descarregar” (ou seja, para conectar no seu celular, tablet, etc). O circuito de carga da bateria é provávelmente um controlador dedicado, enquanto o circuito de descarga deve ser um simples conversor boost (step-up) de 3,7V para 5V.
   O objetivo desta postagem não é analisar cada componente e circuito, mas sim verificar se o Powerbank consegue fornecer a potência prometida pelo tempo prometido. Para isso elaborei o seguinte circuito: um Arduino UNO + um chaveiro de LED USB sendo alimentados pelo PowerBank; a corrente do Arduino UNO é mais ou menos 46mA, enquanto o chaveiro de LED usb consome 50mA, dando um total de quase 100mA.
   Após deixar o circuito alimentado por 12h20min, vi que o led USB se apagou, indicando que a carga da bateria havia acabado. Em teoria a carga do Power bank deveria durar 22h (2200mAh/100mA = 22h), porém durou apenas 12. Isto pode ter ocorrido devido á diversos fatores, mas eu vou atribuir á baixa qualidade da bateria e do circuito de carga/descarga (além do que eu já estou utilizando este Powerbank há dois anos…).
   Na postagem de  hoje nós conhecemos oque é um Powerbank, para que serve e como testa-lo a fim de verificar se aguenta a carga prometida. Sugestões e dúvidas serão sempre bem-vindas.
– Para comprar o Chaveiro de LED USB em nosso Parceiro ICStation (da China), clique no texto: ICStation USB LED Light Pure White 5050 SMD Double-Sided USB Int 
– Para comprar o Arduino UNO em nosso Parceiro ICStation (da China), clique no texto: ICStation ATMEGA328 UNO V3.0 R3 Board Compatible Arduino UNO R3
Como funciona um Power bank USB?
Classificado como:                                                    

4 ideias sobre “Como funciona um Power bank USB?

  • dezembro 26, 2015 em 2:40 pm
    Permalink

    Bacana o post. Uma outra dica é que a bateria utilizada nesse tipo de powerbank costuma ser a mesma encontrada em baterias de notebook (18650), também conhecidas como células da bateria.
    Montei meu powerbank assim, comprei a carcaça da china e usei as baterias de um notebook aposentado que tinha aqui. Como a bateria costuma ser o mais caro, economizei alguns trocados 😀

    Resposta
  • dezembro 27, 2015 em 4:23 pm
    Permalink

    Obrigado pela contribuição, eu não sabia que as baterias de note eram baseadas em 18650!. Também ótima a dica do powerBank caseiro..

    Resposta
  • janeiro 18, 2017 em 8:39 pm
    Permalink

    Troquei a bateria de um chinesinho aqui, nem sei que marca é mas é escrito “powerbank” por uma bateria 18650 de capacidade real (2200mAh). Consegui uma carga completa num celular de 1850mAh. É legal comprar pelo menos 3 baterias dessas e dobrar a capacidade ligando as em paralelo. Um powerbank feito caseiro com bateria de notebook deve dar muitas cargas completas num celular barato.

    Resposta
  • junho 12, 2017 em 12:24 pm
    Permalink

    Só quero trazer informação sobre esses supostos 2200 mAh de capacidade que está escrito na embalagem destes PowerBank, essa é carga da bateria de lítio, que tem uma tensão de 3.7-4.2V, e não 5V, por tanto tem que passar por um circuito boost(normalmente com uma eficiência de 90%), que você citou, para elevar sua tensão(e portanto reduzindo sua corrente, para conservar a mesma potência). Se fizermos os cálculos considerando essas informações seria algo do tipo:
    Q= q*(Vbateria/Vdesejada)*h;
    Sendo:
    Q= capacidade em mAh na tensão desejada.
    q= capacidade em mAh da bateria.
    Vbateria = tensão da bateria.
    Desejada = tensão desejada.
    h = Eficiência do circuito de conversão(vamos colocar 0,9(90%)).

    Q = 2200*(3,7/5)*0,9 = 1465 mAh a 5v
    Quer dizer que pode fornecer 1465 mAh a 5v para seu arduino e chaveiro LED 😉
    Seu circuito consome 100mA, deveria conseguir manter por no máximo 14h e meia, seu Power Bank apesar que depois de 2 anos de uso a bateria continua razoavelmente boa, já que suportou 12h a 100mA.
    Estou fazendo o mesmo experimento com meu Arduíno mega 2560 e mais alguns componentes e alimentando com meu PowerBank de 5600mAh.
    Conheci a pouco seu site e canal, gostei do conteúdo.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
13 + 16 =